saudepsi.com.br

COM ESCOLHER SEU PSICOTERAPEUTA?

 

 Se despertas aquilo que está dentro de ti, o que despertas te salvará. Se não despertas o que está dentro de ti, o que não despertas te destruirá.   Jesus Cristo

 

           O objetivo do "trabalho com a sombra" — integrar o lado escuro — não pode ser alcançado com algum método simples ou reducionista ou com malabarismos mentais. Pelo contrário, é uma batalha complexa e contínua que exige um grande compromisso e vigilância...

 

          Na verdade, assumir a sombra implica um aprofundamento e uma ampliação da consciência, uma inclusão progressiva de tudo aquilo que é parte de nós e, por imposição da família, e sociedade, fomos obrigados a rejeitar e a depositar no nosso “inconsciente pessoal ou coletivo”.

        

         Jung (psicólogo e psiquiatra) costumava dizer que a nossa consciência é como um barco a flutuar sobre a superfície do inconsciente:

 

       Cada porção da sombra que percebemos tem seu peso; e nossa consciência afunda na medida exata em que colocamos cada porção da sombra dentro do nosso barco (consciência); se carregamos demais o barco, podemos fazê-lo ir a pique.    C.G. Jung

                 Falamos, então, de um cuidado todo especial de você para consigo mesmo. Da busca por sua individuação e individualidade. Daí, não dá pra imaginar alguém entregando sua “alma-sombra” para uma pessoa sem qualificação ética e profissional. Você faria sua psicoterapia ou análise ou psicanálise com alguém que não estudou para isso, ou seja, com alguém sem formação específica em Psicologia?

                   A Psicologia é uma Ciência “única” (não fragmentada) que vê o ser humano como um todo – consciente e inconsciente. Neste sentido, a Psicologia Analítica (criada por Jung) e a Psicanálise (criada por Freud) fazem parte dos estudos de Psicologia. No entanto, há muitas pessoas sem formação em Psicologia e/ou com um simples curso de especialização em alguma teoria psicológica que se dizem psicoterapeutas e preparadas para lidar com o inconsciente (e exclusivamente com este), fragmentando o ser humano. Entretanto, quando o inconsciente aflora para o consciente, não sabem o que fazer! Aqui há o risco de “o barco afundar”...

                     Por isso, sugiro que ao procurarem ou forem indicados para atendimento psicoterapêutico pesquisem sobre a atuação do terapeuta. Vejam se seu trabalho terapêutico está de acordo com sua busca interior e qual “teoria psicológica” melhor se aplica a você. Uma maneira é saber qual a formação acadêmica do terapeuta, sua experiência profissional, se ele informa sobre as diversas práticas existentes deixando-lhe livre para escolher seu “cuidador”. Também, se ele está legalmente habilitado para exercer a psicoterapia/psicologia, aliás prática inerente dos psicólogos. Para saber se um psicoterapeuta é formado em Psicologia e está cadastrado e devidamente regularizado junto ao Conselho Regional de Psicologia, basta pesquisar seu nome ou número do seu C.R.P. no site www.crpsp.org.br..

 

michelangelo.jpgpic_1440.gifpic_2777.gifpic_5742.gif